O Saturn Mini pode se tornar realidade (não pela SEGA) através do FPGA



 A empresa japonesa de hardware Tassei Denki está apresentando alguns produtos com foco no retrô na Tokyo Game Show deste ano, incluindo o que parece ser um Sega Saturn Mini que utiliza a tecnologia FPGA em vez da tradicional emulação baseada em software.

A unidade em exibição no evento — que, é importante mencionar, não é oficial e não conta com o endosso da SEGA — foi demonstrada rodando o jogo Darius II da Taito.

De acordo com informações da Game Watch, a tecnologia que impulsiona esse mini Saturno fará parte da plataforma Retron FPGA da Hyperkin, que faz uso de chips Field-Programmable Gate Array (o FPGA) para oferecer uma emulação mais precisa. O Retron FPGA também foi demonstrado rodando jogos do NES por meio de um adaptador de cartucho especial.

Os chips FPGA já estão em uso em sistemas como o Analogue Pocket, Analogue Super Nt, Analogue Mega Sg e na plataforma de código aberto MiSTer.

E tal situação resolveria, em teoria, os problemas com relançamentos do Saturn. Até hoje, a emulação do console não é das melhores, o que dificulta muito o trabalho da SEGA, caso quisesse fazer o mesmo que fez com o Mega Drive: lançar uma versão em miniatura, reproduzindo os jogos através de emulação.

Um representante da Tassei Denki — que aparentemente atuará como distribuidora da Hyperkin no Japão — informou à Game Watch que a empresa pretende lançar o sistema Retron FPGA comercialmente até o final de 2024 ou em 2025. Inicialmente, o foco será em sistemas de 8 bits, mas a demonstração do Saturn sugere que também veremos versões de 32 bits no futuro.

A Tassei Denki é uma empresa nova, que busca seu espaço no universo dos videogames. Nasceu no final de 2021, como uma subsidiária da Dashine Electronics Group, com a missão de “desenvolver e fabricar produtos de jogos licenciados de alta qualidade”.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem