Executivo da Sega descarta jogos Blockchain...são 'chatos'

 


Qual é o ponto se os jogos não são divertidos?


A Sega não está tão envolvida em jogos blockchain como antes, agora impedindo que seu maior IP, como Sonic the Hedgehog, seja usado em jogos blockchain de terceiros. Esse movimento é para garantir que a Sega não desvalorize seu próprio conteúdo.


Falando com a Bloomberg , o co-diretor de operações da Sega, Shuji Utsumi, criticou os jogos de blockchain dizendo que são "chatos".


"A ação em jogos de jogar para ganhar é chata. Qual é o sentido se os jogos não são divertidos?" disse Utsumi.


No entanto, a Sega ainda permitirá que parceiros externos usem personagens de franquias menos conhecidas, como Three Kingdoms e Virtua Fighter como NFTs. Utsumi observou que a tecnologia continua útil em casos em que é possível mover personagens e itens entre jogos diferentes.


A Sega também está pausando seus próprios projetos de jogos blockchain por enquanto e está indecisa sobre a implementação da tecnologia Web3 em seu próximo conjunto de "super jogos".


No entanto, a Sega ainda está aberta ao uso da tecnologia blockchain se ela se tornar bem-sucedida, já que Utsumi disse que o público não deve duvidar dos que correm riscos.


"Para a maioria das pessoas na indústria de videogames, o que os defensores do blockchain dizem pode parecer um pouco exagerado, mas é assim que o primeiro pinguim sempre foi", explicou Utsumi. "Nunca devemos subestimá-los."


Os jogos Blockchain têm sido um tópico controverso nos últimos anos. Muitas empresas aderiram à tendência, incluindo a Square Enix e a Ubisoft . No entanto, muitos jogadores não gostavam disso. Mais empresas também descartaram os jogos de blockchain depois que eles não decolaram tão alto quanto o esperado. A Electronic Arts inicialmente falou positivamente sobre os jogos blockchain, mas depois afirmou que não estava mais "dirigindo forte" nessa direção.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem